13 Reasons Why – 3° Temporada | Crítica

13 Reasons Why, série original da Netflix, baseada no livro de Jay Asher, e adaptado por Brian Yorkey, chegou no dia 23 de agosto ao streaming, através de sua 3° temporada e nas próximas palavras, estará a nossa impressão sobre a série…

Bryce (Justin Prentice) morreu!

Quem o matou? Esse foi o dilema dessa nova temporada de 13 Reasons Why. O garoto que estuprou Hannah, Jéssica e outras jovens… Ele foi assassinado e para descobrir quem cometeu este ato, muitas histórias são contadas e ao decorrer da temporada muitos suspeitos surgem.

Cheia de novidades a terceira temporada traz consigo uma nova narradora, a nova personagem Anni (Grace Saif) que chega alguns meses após os acontecimentos da temporada anterior. Ao que parece não está desatualizada de alguns fatos, logo reparamos uma conexão estranha entre ela, Bryce (Justin Prentice) e Clay (Dylan Minnette).

A desconfiança entre aquelas pessoas que pareciam confiar umas nas outras começa surgir e certos momentos, sentimos uma dificuldade para entender e aceitar certos comportamentos e as mudanças que foram muito grandes.

A hora de encerrar o programa é chegada, era esperado que fosse apenas uma única temporada de 13 Reasons Why, o que faz todo sentido, os porquês de Hanna (Katherine Langford) ter cometido suicídio já foram contados e a continuação não condiz com a mensagem passada na primeira temporada. O que vem confundindo a cabeça de todos os fãs da série, e isso desde segunda temporada, o que oportunamente trará muitos desafios sobre procurar entender a história. Há coisas dentro e fora da trama que não existem conserto! Uma delas, é vitimizar Bryce (Justin Prentice).

Em meio ao ruim uma coisa boa se sobressai, mas claro, não conseguindo consertar os outros estragos, trazer um Bryce arrependido e não trazer justiça as vítimas não me pareceu aceitável, assim como também a morte prematura do antagonista.

Queria poder dizer que a série foi perfeita mas infelizmente não foi o que aconteceu. Talvez o programa tenha saído muito do realismo, coisa que a primeira temporada possuía e que da segunda pra cá, tem falhado.

O enorme trauma que Tyler (Devin Druid) sofreu que o fez querer fazer uma chacina na escola por conta do bullying sofrido e o estupro, impedido por Clay na segunda temporada, poderiam não ter esse resultado tão benéfico na vida real, mas se o Bryce se arrependeu de seus crimes e estava tentando mudar, porque não? Não é mesmo?

Com esse pensamento de que o errado é errado, e que o certo é certo a pessoa que assassinou o Bryce deveria pagar por seu crime. Tudo parece muito surreal e sinceramente, não quero esperar por uma quarta temporada. De maneira melancólica, 13 Reasons Why decepciona em sua terceira temporada, pela controversa ideologia, pela insensatez das informações, pela trama com “furos e pontas soltas“.

Classificação: 

  • 13 Reasons Why: Veja o trailer da terceira temporadaSaiba Mais.
  • 13 Reasons Why: Netflix altera cenas da primeira temporadaSaiba Mais.

As três temporada de 13 Reasons Why encontra-se no catálogo da Netflix.

O que você achou dessa crítica??? Deixem os seus comentários logo abaixo…

 

Curta a nossa página no Facebook!!!

Siga-nos no Instagram e no Twitter !!!

E continue acessando o nosso Site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *