Batman/Warner Bros./DC Entertainment - Reprodução

Linha tênue. Muitos de nós lidamos com o certo e o errado constantemente. Para o personagem fictício, Batman que ganhará vida no filme de Matt Reeves, isso não é muito diferente. Há um verdadeiro debate se ele deveria ou não matar os vilões?

Em conversa a Revista Estreia [via CB], Robert Pattinson – protagonista do filme da Warner Bros. – falou sobre esse “código de conduta”.

Existe essa regra com o Batman: ele não deve matar. Pode ser interpretado de duas maneiras. Ou ele só quer infligir a punição apropriada, ou ele quer matar e seu autocontrole o impede de fazê-lo. Imaginei assim desde o ensaio da primeira luta, achei mais engraçado: alguma coisa nele só queria cortar a garganta do cara! Disse a mim mesmo que se ele passa as noites perseguindo bandidos, é impossível que não tenha prazer nisso. Ele sofre e é um desejo que o domina.

Pattinson acrescentou: “E a força de bater, sua mente clareia, ele se acalma, ele atinge um estado próximo à plenitude. Tenho certeza que nesta primeira luta, ele consegue se convencer de que cada cara na frente dele é o único que matou sua mãe (risos). E isso permite que ele desabafe toda a sua raiva.

Dois anos vigiando as ruas como o Batman, causando medo nos corações dos criminosos, acabou levando Bruce Wayne às sombras da cidade de Gotham. Com apenas alguns aliados de confiança – Alfred Pennyworth e o Tenente James Gordon — entre a rede corrupta de oficiais e figuras importantes da cidade, o solitário vigilante se estabeleceu como a personificação da vingança entre os cidadãos de Gotham.

Quando um assassino tem como alvo a elite de Gotham, apresentando uma série de maquinações sádicas, uma trilha de pistas enigmáticas coloca o Maior Detetive do Mundo em uma investigação sobre o submundo, onde ele encontra personagens como Selina Kyle/também conhecida como Mulher-Gato, Oswald Cobblepot/Pinguim, Carmine Falcone e Edward Nashton/também conhecido como Charada. Conforme as evidências começam a chegar mais perto de casa e a escala dos planos do perpetrador se torna clara, Batman deve forjar novos relacionamentos, desmascarar o culpado e fazer justiça ao abuso de poder e à corrupção que há muito tempo assola Gotham.

Veja também:

Estrelado por Robert PattinsonZoe Kravitz, Paul Dano, John Turturro, Andy Serkis, Alfred Pennyworth, Colin Farrell e Jeffrey WrightBatman de Matt Reeves estreia nos cinemas em 4 de março de 2022.

By Amauri Alves

Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante (...) Do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo