Não sei se posso chamar esse texto de crítica já que Harry Potter: De Volta a Hogwarts não se enquadra como uma obra cinéfila e sim como um grande e fantástico conteúdo extra que não só, homenageia aos 20 anos do primeiro filme A Pedra Filosofal, mas como toda a franquia Harry Potter.

Logo nos primeiros minutos, podemos ver que a HBO Max usou todos os recursos e esforços para não só trazer, o máximo de atores possíveis como também no capricho em trazer a ambientação. Foi uma grande surpresa revisitar cenários icônicos como o Grande Salão ou o Beco Diagonal. Até a plataforma 9 ¾ foi retratada com todo o seu esplendor.

Nos seus 01:42h de duração e divididos em capítulos com a ordem cronológica dos filmes, podemos ver Daniel Radcliffe (Harry), Emma Watson (Hermione) e Rupert Grint (Ron) meio que servindo de guia (trazendo memórias que fazem qualquer fã de Harry Potter choras e também curiosidades e segredos de bastidores) por esse universo fantástico com outros grandes protagonistas da franquia como os diretores Columbus, Alfonso Cuarón, Mike Newell e David Yates, quanto aos atores / personagens Helena Bonham Carter (Bellatrix), Ralph Fiennes (Lord Voldemort), Jason Isaacs (Lucius Malfoy) e Gary Oldman (Sirius Black).

Nas últimas semanas, tivemos alguns escândalos envolvendo a criadora desse universo, a escritora J. K Rowling com suas posições transfóbicas mas nesse presente que a HBO Max nos traz se sustenta na celebração e emoção. Rowling só aparece em flashes de uma entrevista concedida em 2019.

Além da emoção demonstrada pelo nosso querido trio de bruxos, ainda temos uma parte chamada de “In Memorian” onde puderam fazer uma emocionante homenagem a todos que já se foram como o gigante Alan Rickman. Quem não chorou quando o ator Robbie Coltrane (Hagrid) disse:

 

“Esses filmes podem ser facilmente assistidos em 50 anos. Infelizmente eu não estarei mais aqui, mas Hagrid estará”.

 

No final, o sentimento que fica é como se tivéssemos reencontrado com amigos de infância para celebrarmos a vida juntos e que Harry, Hermione e Ron, sempre estarão conosco.

 

Classificação:

Leia algumas críticas nossas:

 

Harry Potter: De Volta a Hogwarts já está disponível desde o dia primeiro de janeiro de 2022 na HBO Max.

By Walmick Martins

Louco por Tokusatsu, principalmente a franquia Kamen Rider. Aficionado pela cultura japonesa em geral. Chefe de Redação do Mundo Oriental / Portal SiriNerd. Almoxarife Técnico da Globo Recife, radialista e técnico em telecomunicações. Ahhhh! Não poderia esquecer da coisa mais importante. Marido de uma esposa maravilhosa e pai de um anjo lindo chamado Gabriel Martins.

One thought on “Harry Potter: De Volta a Hogwarts (2022) | Crítica”

Comments are closed.