Após duas temporadas que não agradaram tanto assim a crítica ou os fãs, os Titãs chegam com tudo 3ª temporada trazendo, logo em seu primeiro episódio, referências de um arco que marcou muito nas HQs de A Piada Mortal, como, por exemplo, a morte de Jason Todd pelas mãos do Coringa…. mas foi só ilusão, as fracas atuações e falta de um roteiro bom acabam quebrando todas as nossas expectativas.

Assistir a esta terceira temporada tornou-se, para mim, um trabalho difícil, pois nem os atores pareciam gostar do que estavam fazendo e o roteiro tornou a série maçante, arrastada, nem um pouco empolgante. Não consegui assistir a dois episódios em sequência e alguns até parava no meio para fazer algo melhor. A DC mais uma vez mostra que, mesmo com muito material muito bom em mãos, consegue fracassar ao tentar fazer adaptações para produções live-actions.

A banalização do processo de ressurreição criado pela série torna as coisas ainda mais sem graça, mas isso vocês só saberão se tiverem coragem de assistir, pois não darei spoilers.

Enfim, fica por sua conta em risco assistir, ou não, a esta produção. Não darei a nota mínima, pois ainda consigo achar alguns destaques positivos, como já falei sobre terem conseguido me iludir no primeiro episódio, algumas atuações que se destacaram positivamente (mas a sensação é de que quanto melhor a atuação, menos tempo de tela o ator tem) e pela tentativa, mesmo que ainda não tenha acertado, de trazer esse tom mais sombrio, que é bem característico da DC.

Classificação:

Veja outras de nossas críticas também:

As três primeiras temporada do programa DC Entertainment encontram-se no catálogo da Netflix Brasil.

By Beto Gondim

Meu passatempo favorito tem sido assistir filmes e séries. Nem me considero tão nerd assim, mas estou por aqui ajudando meus amigos, na direção de redação, supervisionando o nosso podcast lindo, o SiriCast e falando de coisas que curto bastante... espero que vocês também curtam.

2 thoughts on “Titãs – 3ª Temporada (2021) | Crítica”

Comments are closed.