O mangaká de Somali to Mori no Kamisama, Gureishi Yako veio em suas redes sociais pedir apoio dos fãs para retomar a sua obra.

O mangá, que foi publicado entre os anos de 2015 – 2020, foi cancelado devido aos problemas de saúde de Yako. Vale salientar que o anime foi muito bem recebido pelo público, recebendo uma adaptação de 12 episódios.

Tradução:

“Primeiro de tudo, obrigado pelo seu apoio, estou feliz que vocês amem Somali, mas me desculpem, devido a indústria japonesa de mangá e a minha falta de habilidade, eu não posso recomeçar Somali agora.

Somali era um trabalho que precisava uma boa quantidade de gente, e eu pago minhas contas, a empresa não paga meu salário como eles pagam pro anime.

Agora estou sem emprego, sem dinheiro e sem salário, para reviver Somali eu tenho que ter um grande estúdio e ser capaz de pagar o salário da minha staff.

Mangakas tem que pagar o salário de seus assistentes, eu tenho que fazer algo em relação a essa situação, por favor, se os estranhos costumes dessa indústria sumirem ou se meu nome se tornar mais popular, o recomeço de Somali pode ser possível.

Somali não será revivido sem popularidade, eu peço à vocês meus fãs, por favor apoiem Somali, no momento estou necessitado. Apreciaria se você pudesse espalhar a palavra”.

De fato, sabemos que a indústria de mangás e animes não é um paraíso, exige muito dos que estão dispostos a trabalhar nessa área, podemos ver um pouco disso em animes como Bakuman em relação ao mangakás e Shirobako! Relativo aos estúdios de animes, é sempre bom ver que o autor está interessado em retomar a obra, se aqui me permite uma opinião pessoal é realmente linda de assistir e ler, como as pessoas vão reagir a esse pedido não sabemos, nos resta esperar o resultado.

Na trama, o mundo é governado por espíritos, duendes e todo tipo de criaturas estranhas. Os seres humanos são perseguidos até o ponto de extinção. Um dia, um golem e uma garota humana solitária se encontram.

Veja também:

Será que veremos o retorno de Somali to Mori no Kamisama?