Transformers/Paramount Pictures - Reprodução

O cineasta Michael Bay admitiu que deveria ter parado de fazer filmes de Transformers e que até Steven Spielberg lhe disse onde traçar o limite. Dos seis filmes live-action, Bay dirigiu cinco. E isso apenas se deu, pelo mau resultado de Transformers: O Último Cavaleiro. Caso contrário ele estaria por lá, mesmo recebendo conselhos de amigos.

Em uma entrevista ao Unilad UK [via HH], Michael Bay admitiu que fez muitos filmes de Transformers e que deveria ter parado no terceiro, apesar de se divertir muito com a franquia.

“Eu fiz filmes demais de Trasnformers. Steven Spielberg me disse: ‘Pare em três’. E eu disse a ele que ia parar, mas o estúdio me implorou para fazer o quarto filme, e daí ele lucrou US$ 1 bilhão também. Quando eu disse que queria parar, eles me imploraram de novo. Deveria ter parado, por mais que eles fossem divertidos de fazer“.

Sem Bay, a franquia Transformers seguirá com o novo filme, de título: O Despertar das Feras. O filme vai se passar em 1994, no bairro Brooklyn, em Nova York, e terá algumas passagens filmadas no Peru e no México. Optimus Prime está confirmado no novo longa, enquanto os protagonistas humanos serão Anthony Ramos (“Hamilton”) e Dominique Fishback (“Judas e o Messias Negro”).

Veja também:

Sob direção de Angel Manuel Soto (“La Granja”), o próximo longa da Paramount Pictures chegará aos cinemas em 9 de junho de 2023.

By Amauri Alves

Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante (...) Do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo

One thought on “Transformers: Michael Bay confessa que não deveria ter insistido com a franquia”

Comments are closed.