Antes de aportar na Paramount+, a série “Yellowjackets” foi oferecida a inúmeros streamings, dentre eles a HBO max. E os criadores do programa, Ashley Lyle e Bart Nickerson falaram ao Deadline [via CB] a justificativa dada pelo canal Warner para não “adquirir” a ideia.

Sim. Nós lançamos para todo mundo”, revelou Nickerson. “Nós fizemos essa chamada, tipo, umas 500 vezes.

Acho que em um ponto estávamos brincando com nosso estúdio e nossos produtores e ficamos tipo, ‘então, quem irá ‘comprar’ a nossa ideia amanhã, será a Starbucks?’“, acrescentou Lyle.

Acho que lançamos para 16 ou 17 redes diferentes“, continuou Lyle. “Acabamos recebendo ofertas de cinco deles. A HBO, por exemplo, foi muito honesta após a apresentação. Eles disseram que realmente gostaram, mas já tinham Euphoria em desenvolvimento. E eles disseram, provavelmente não vamos desenvolver dois projetos com protagonistas adolescentes. Então, mesmo que não fosse um lugar onde terminamos por vender, estávamos recebendo feedback positivo e isso é sempre útil quando você está se inserindo num mercado competitivo como esse.

“Yellowjackets” começa em 1996, quando um time de jogadores de futebol do ensino médio de Nova Jersey viaja para Seattle para um torneio nacional. Ao sobrevoar o Canadá, seu avião cai nas profundezas do deserto e os membros restantes da equipe sobrevivem por dezenove meses. A série narra suas tentativas de sobreviver enquanto também acompanha suas vidas atuais em 2021. A série é estrelada por Melanie Lynskey, Tawny Cypress, Ella Purnell, Sophie Nélisse, Jasmin Savoy Brown, Sophie Thatcher, Sammi Hanratty, Steven Krueger, Warren Kole, Christina Ricci e Juliette Lewis.

Veja também:

A série “Yellowjackets” é transmitida no Brasil pela Paramount+.

By Amauri Alves

Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante (...) Do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo