O chefe da Marvel Studios, Kevin Feige criou o satisfatório MCU como conhecemos. No entanto, você sabia que Feige também teve conversas com a DC Studios? Um relatório detalha como o novo chefe da Warner Bros. Discovery, David Zaslav planeja transformar o DCEU em algo próximo do MCU. Porém, não está claro o que “rolou” nessa conversa [via CB].

Recentemente, Zaslav fez uma outra proposta a Feige, que, segundo me disseram, conversou muito seriamente com a Warner há alguns anos, quando tentava escapar da supervisão do então louco CEO da Marvel, Ike Perlmutter (Iger e Horn acabaram ficando do lado de Feige, inteligentemente) Vale salientar que a Warner, também no passado, procurou Louis D’Esposito e outros nomes importantes ligados a Feige para compor o estúdio, sem sorte… Zaz estava procurando outros nomes, mas dada a estatura de Feige é inevitável que não exista qualquer proposta, afinal a Marvel e a DC são franquias muito próximas.

Kevin Feige é realmente um caso único. Durante anos, elesentou-se em salas de reuniões da Sony ouvindo Amy Pascal e outros tentando construir franquias em torno do Homem-Aranha e outros personagens. Enquanto muitos agora olham para Feige como uma espécie de santo sagrado das franquias de entretenimento de grande sucesso, a verdade é que o sucesso de Feige foi forjado por muitas tentativas e erros nos primeiros dias do MCU.

As produções do Marvel Studios primeiro tiveram que fazer parceria com outros grandes estúdios para lançar os primeiros filmes como Homem de Ferro, Thor, Capitão América: O Primeiro Vingador e Homem de Ferro 2 (todos com a Paramount Pictures) ou O Incrível Hulk (Universal Pictures), além de trabalhar com diretores querendo impor suas próprias visões criativas nos projetos (Joe Johnston, Kenneth Branaugh). Foi uma transição difícil entre a Fase I e a Fase II do MCU, Logo, o que podemos esperar? Qual a sua opinião?

Veja também:

Enquanto isso, o próximo filme da DC Entertaniment para os cinemas, “DC Liga dos Super-Pets” está previsto para 29 de junho de 2022.

By Amauri Alves

Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante (...) Do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo