Quem é o Barão Zemo? | Raio – X #18

Com a estréia de Falcão e o Soldado Invernal, na Disney Plus, estamos cada vez mais atentos aos detalhes que nos são revelados a cada episódio da série, sejam personagens novos ou já presentes no Universo Marvel, sejam easter egg’s ou simplesmente fan-service; e não seria diferente com o personagem Barão Zemo. Mas afinal, quem é ele? O que almeja? Quais seus planos?

 

Helmut Zemo

Barão Zemo/Capitão América: Marvel Comics – Reprodução

Criado por Roy Thomas, Tony Isabella e Sal Buscema, sua primeira aparição aconteceu em 1973 na HQ Capitão America Nº 168. Helmut, mais conhecido como Barão Zemo, é na verdade o 13º Barão na linha de sucessão Zemo. Foi responsável pela criação de duas das mais icônicas equipes de vilões dos HQs da Marvel: Os Mestres do Terror e posteriormente os Thunderbolts. O vilão teve a ideia de criar uma superequipe quando notou que seus esforços eram fúteis frente ao Vingadores juntos.

 

NOS QUADRINHOS

Barão Zemo/Capitão América: Marvel Comics – Reprodução

Helmut herdara o título de Barão de seu pai, e vem de linhagem alemã abastada. Filho de Heinrich Zemo, inimigo original do Capitão América durante a II grande guerra, Helmut cresceu sob a ideologia deturpada de raça superior e de que o mundo estaria em melhores mãos se fossem nas suas, então decidiu seguir os passos de seu velho pai. Tomou para sí o título, quando do falecimento de seu pai (que em uma luta com o Capitão América, na Amazônia, morreu soterrado) e caçou o Capitão América sob a alcunha de Fênix, a fim de matá-lo por vingança. Porém, foi derrotado, caindo em um tonel de Adesivo X, sofrendo graves lesões em seu rosto; motivo pelo qual passou a usar a infame máscara roxa.

Posteriormente, já como Barão Zemo associou-se a Arnim Zola, ao Caveira Vermelha e a Hydra e suas criações abomináveis, ainda no intuito de derrotar Steve Rogers, também sem sucesso. Em todas as suas tentativas, seja de dominar o mundo ou simplesmente de vingança contra o Capitão América, sempre foi vencido por seu inimigo; foi então que, em uma de suas epifanias, entendeu que para derrotar o herói, seria necessário restabelecer os Mestres do Terror, grupo criado por seu pai; dessa vez obteve uma vitória parcial, visto que conseguiram invadir e destruir a mansão dos Vingadores e derrotar alguns dos heróis, no entanto, Zemo foi derrotado mais uma vez pelas habilidades do Capitão e seus companheiros.

Após uma insana tentativa fracassada de ressuscitar seu pai, Zemo casa-se com a Baronesa Heik. Ambos viviam no Castelo Zemo e organizaram uma espécie de grupo nazista composto por 25 crianças sequestradas (consideradas dignas), que eram alienadas a desenvolver uma paixão doentia e fanática pelo casal de Barões. E mais uma vez, o Capitão América frustrou suas intenções e salvou as crianças.

Após os eventos do arco Massacre Marvel, o Quarteto Fantástico, o Capitão América e os demais Vingadores foram considerados mortos. Zemo então desgostoso por ver seus inimigos fora do páreo, teve mais uma de suas idéias geniais: Tornar os Mestres do Terror os novos heróis da humanidade, substituindo assim os Vingadores, passando a ter apoio popular e acesso a recursos e investimentos.
Encabeçados pelo próprio Zemo (que adotou a alcunha de Cidadão V), surgiram os Thunderbolts, Formado por outrora criminosos, a equipe surge e imediatamente foram aceitos como novos protetores da Terra. Utilizando-se de recursos outrora dos Vingadores e do Quarteto. A equipe chegou a ter sua própria publicação mensal, vindo a agir junto ao Homem-Aranha e outros personagens da casa das idéias residentes em Nova Iorque.

Zemo conseguiu angariar recursos suficientes para enfim tornar-se a mente por trás do controle do planeta. No entanto, os heróis retornaram à realidade, além disso, integrantes dos Thunderbolts, insatisfeitos com os rumos definidos por Zemo, rebelaram-se contra ele, que não viu alternativa, senão, fugir. Porém, tempos depois, Ele tornaria a comandar a equipe em uma nova oportunidade, quando os enfrentou e eliminou uma ameaça decorrente do Foton, então componente da equipe.

Durante a Guerra Civil dos Super-Heróis, Tony Stark ofereceu a Zemo o controle dos vilões e os que não aderiram à lei de registro de super-humanos. Antevendo tal situação, Zemo já havia se articulado recrutando vilões e, que, mesmo contra suas vontades, passaram a agir como super-heróis aderindo aos preceitos da Comissão de Registro de Super-Humanos.

 

PODERES

Devido aos efeitos do Composto X, possui um envelhecimento retardado, além de vigor e vitalidade equivalentes a sua aparente idade. Extremamente inteligente, Zemo não possui habilidades sobre-humanas, porém dispõe de um intelecto a nível de gênio. Líder e grande influenciador, a estratégia flui em seu sangue, procurando estar sempre um passo a frente de todos (sejam aliados ou oponentes). Dispõe também de certo conhecimento científico, além de ser expert tático de inteligência e contra-inteligencia; mestre combatente, armado ou desarmado, exímio espadachim e atirador.

 

NO UCM

Falcão e o Soldado Invernal/MCU/Marvel/Disney/Daniel Bruhl, o Barão Zemo – Reprodução

Aparecendo pela primeira vez no UCM no filme Capitão América: Guerra Civil e interpretado pelo ator Daniel Brühl, a origem de Zemo foi devidamente adequada ao UCM. Outrora um militar das forças especiais do exército Sokoviano, Zemo canalizou seu ódio a população meta-humana, em especial aos Vingadores, pela perda de sua família, o que aconteceu no decorrer de Vingadores: Era de Ultron.

De forma discreta, inteligente e meticulosa, Zemo se aproveitou do advento dos acordos de Sokovia e quase conseguiu desmantelar a equipe por dentro, como havia planejado, mas ao ver seu plano chafurdar, atentou contra a própria vida, sendo impedido por T’chala, o Pantera Negra, que descobrira ser ele o grande orquestrador do atentado que vitimou seu pai, o então Rei T’chaka.

 

NA MINISSÉRIE

Falcão e o Soldado Invernal/MCU/Marvel/Disney/Daniel Bruhl, o Barão Zemo – Reprodução

Até então, sob custódia, após os acontecimentos em Capitão América: Guerra Civil; Zemo é visto em “Falcão e o Soldado Invernal” de luto no memorial de Sokovia e onde pensa: “Não se pode permitir que super-heróis existam”. O personagem também surge enfim caracterizado por sua máscara roxa, concedendo-lhe fidedignidade a seu personagem. Porém na série há uma inversão de uma de suas características dos quadrinhos: nela ele é um anti-supremassista.

Mas como ele conseguiu escapar da custódia? Ele foi auxiliado por alguém? Teria alguma ligação com o Mercador do Poder? Sabemos sim que ele não deseja mais meta-Humanos espalhados por aí. Mas quais seriam suas verdadeiras intenções a se unir ao Falcão e ao Soldado Invernal? Tais respostas, só teremos com o desenvolver da série.

Veja também:

Dirigido por Kari Skogland, a partir do roteiro de Malcolm Spellman Derek KolstadFalcão e Soldado Invernal é estrelado por Anthony Mackie Sebastian Stan, além de: Emily VanCamp como Sharon Carter, Daniel Brühl como Barão Helmut Zemo e Wyatt Russell como John Walker/Agente Americano.

Com episódios inéditos sempre as sextas-feiras, a minissérie Falcão e Soldado Invernal pode ser acompanhada na Disney+.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *