Warner Bros. queria baixar a classificação de “O Esquadrão Suicida”

Os estúdios sempre pretendem maximizar os seus lucros , por isso muito deles não são muito adeptos a impor “barreiras classificativas” para o espectador, o cinéfilo de plantão. E como esperado, a Warner Bros. tentou convencer o diretor James Gunn, de ‘O Esquadrão Suicida’, a tornar o filme num longa PG-13, ou seja, para maiores de 12 anos. Mas, não obtiveram êxito.

Eu escrevi o roteiro o tempo todo, pensando que eles me deixariam fazê-lo, quero dizer, eles perguntaram, ‘Você pode fazer este PG-13?’ Eu disse não.“afirmou o cinesata ao Collider [via CB]. “Eu disse: ‘Você pode fazer e levar com outra pessoa, e eles podem dirigir, e você pode fazer um PG 13. Mas se vou dirigir, quero que seja R.’ Eles disseram, ‘Ok, isso vale a pena para nós.’ Então, eles foram ótimos sobre isso.

Gunn explicou que sempre recebe sugestões do estúdio, quer seja DC ou Marvel Studios, para manter as produções em PG-13, como foi Guardiões da Galáxia, porém afirmou que “qualquer ideia que aceite é porque ele escolheu aceitá-la, e não porque está sendo forçado a tal.

Veja também:

Dirigido e escrito por James Gunn, o próximo longa não terá conexão alguma como o filme de David Ayer. O novo Esquadrão Suicida deve ser inspirado nas HQs do grupo na década de 80, escritas por Jon Ostrander e Kim Yale.

Com classificação “R” e tempo de execução de 2 horas e 12 minutos, “O Esquadrão Suicida” encontra-se em exibição nos cinemas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *