Colman Domingo tira as dúvidas sobre o final de “A Lenda de Candyman”

O último filme de terror a chegar às telonas, é “A Lenda de Candyman” da Universal Pictures. O longa de Nia daCosta (“The Marvels”) e Jordan Peele (“Corra!”, “Nós”) mostrou-se um verdadeiro sucesso de crítica e público, no entanto, muito do que nos foi revelado foi apresentado em forma de alegoria e o ator Colman Domingo, numa entrevista ao ComicBook, esclareceu aquele final.

As próximas linhas possuem um forte teor de spoiler’s!!!

Acho que meu personagem [William Burke] tem se agarrado a esse trauma e as maneiras de repará-lo de alguma forma”, explicou Domingo. “Ele acredita que é hora de ressuscitar o mito de Candyman, que há um propósito com tanto de … seja a gentrificação, seja as pessoas encobrindo a tragédia da história, é sobre dizer seus nomes … Eu acho que muito, ele fica tipo, ‘Oh, não, não. Você não vai esquecer isso. Vou garantir que ele continue a viver.’ Porque, se o mito dele continuar vivo, as histórias dessas pessoas também permanecerão. Você não pode esquecer esse trauma, então acho que essa é a motivação dele ao longo de todo o filme. Acho que ele tem esperado, e em silêncio, para que o personagem de Yahya [Abdul-Mateen II] volte.

A estória acompanhará o artista Anthony McCoy (Yahya Abdul-Mateen II) e sua namorada Brianna Cartwright (Teyonah Parris), no exato momento de sua mudança para um condomínio de luxo. Depois de uma conversa com um morador local, eles ficarão sabendo sobre a trágica e verdadeira história por trás de Candyman.

Além da produção de Peele e da direção de daCosta, o filme também conta com o roteiro desse primeiro em parceria com Win Rosenfeld. Essa nova versão é ambientada na mesma vizinhança [Cabrini Green] periférica de Chicago do original.

Veja também, outras críticas nossas:

O filme da Universal Pictures encontra-se exclusivamente nos cinemas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *