Rick and Morty – 5ª temporada (2021) | Crítica

Domingo tivemos a “Season Finale” da irregular 5ª temporada de Rick and Morty. Desde que surgiu em meados de 2013, a série do Adult Swin se tornou o coqueluche da cultura pop com todos os seus excessos de referências presos em um roteiro de dar inveja a muita série de ficção científica – até mesmo muitos filmes do gênero que se acham cabeçudos mas só têm o cabelo volumoso.

No entanto, nem tudo são flores e o que tivemos nesse 5º ano da série foi um show de como não se fazer TV depois que se foi mostrado saber fazer TV.

A temporada começou de uma forma divertida e engenhosa com os dois primeiros capítulos entregando tudo que os fãs da série buscam depois de serem conquistados pelo programa. Mas depois o que tivemos foi um verdadeiro show de horrores com roteiros que além de serem preguiçosos e que contradizem toda a mitologia da série (ao ponto de até contradizer a conduta dos personagens que se tornam aquém de suas personas pré-estabelecidas) nos fazem entrar no pensamento nebuloso que sempre aparece quando algo que você entregou tanto tempo de engajamento começa a se tornar maçante e totalmente o oposto daquilo que você está esperando.

Nessa temporada acabamos entrando numa verdadeira odisseia de sentimentos mistos sobre o amor e o ódio. Esse ano da série nos entregou o melhor e o pior. Se de um lado temos o pior roteiro já entregue em Rick and Morty, por outro lado temos um dos episódios mais engenhosos e envolventes da série com o plus do episódio mais intenso e chocante da série.

Quando finalmente entendemos a complexidade das duas relações mais intensas que Rick mostrou na série (Pessoa Pássaro e o tão celebrado Evil Morty) é nesse momento que a série nos resgata para o que nos tornou fã disso tudo.

Porém, fica o questionamento do que realmente os produtores estão querendo ou pensando do programa. Desde que a série se tornou um fenômeno da cultura pop, seus criadores seguiram outros caminhos e é notável que faz um bom tempo que a série não está tendo total atenção deles. O resultado são capítulos que se encontram a maioria nessa temporada.

A catarse do capítulo final (que é realmente uma das melhores coisas que a série fez até aqui) pode fazer com que nossa percepção de toda a temporada fique um pouco turva. Mas não se engane achando que você vai encontrar uma temporada regular. A quinta temporada de Rick and Morty é provavelmente a pior da série e se continuar assim vamos nos encontrar com coisas mais medonhas no futuro.

Será que em outras realidades algum eu gostou?

 

Classificação:

Veja também, outras críticas nossas:

O programa da Adult Swin, é exibido em nosso país na The CW, e nos streamings HBO max e Netflix.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *