Godzilla Ponto Singular – 1ª Temporada (2021) | Crítica

Em nossa crítica ao filme Godzilla vs Kong, vimos que os produtores acertaram em vários pontos, se comparado aos outros filmes anteriores, para o sucesso da produção do DeusZilla. Acertaram para um filme.

Agora temos uma série em anime lançado para o serviço de streming (Netflix) que é uma outra maneira de se contar uma estória. Veja o trailer:

Em Godzilla Ponto Singular, vemos a união da estudante Mei Kamino e do engenheiro Yun Arikawa, que por causa da descoberta de uma canção misteriosa, se aproximam. Esse evento levará a ambos à uma batalha gigantesca contra forças que não podemos compreender e que trarão desgraças ao mundo.

Como a obra é um anime, isso possibilitou que Toh Enjoe soltasse toda a sua criatividade sem se acanhar em nenhum momento. Em escala global podemos citar que temos: Kaijus descontrolados, viagem no tempo, aprendizado de física e química, uma certa poeira avermelhada que obriga a humanidade a usar máscaras (isso lembra muito nós mesmos usando máscara contra a covid-19).

Temos também um protagonista bem peculiar que é um mecha chamado Jet Jaguar que se assemelha muito aos antigos mechas do passado como O Gigante de Ferro, o Pirata do Espaço e até o querido Sevenger de Ultraman Z com mobilidade de um Gundam.

Mas nem tudo é perfeito. Nessa loucura de informações novas e antigas na mitologia do lagartão, uma vez ou outra acontece deslizes na estória. Onde você percebe que “aquilo não precisaria ter” ou “será necessário isso”. Mesmo com 13 episódios de duração curta. Mas quando chegamos nos momentos importantes da trama, Toh Enjoe consegue trazer todo o potencial da estória.

 

Conclusão

Como é bom ver uma obra que tenta sair do trivial e resolve percorrer um caminho arrojado, diferente e difícil. A satisfação ainda é maior quando a obra acerta nesse caminho respeitando a fonte e a ideia da mesma, não tem medo de trazer ótimas influências e ainda traz para nossa realidade, questões que até hoje perdura (para quem não sabe, Eiji Tsuburaya imaginou Godzilla como o medo da humanidade nas questões que tem a ver com ataques e desastres atômicos). Por tudo isso, vale muito a pena conferir, mais uma ótima obra do nosso DeusZilla.

 

Classificação: 

Veja outras críticas nossas, relacionadas ao Mundo Otaku:

‘Godzilla – Singular Point’ está disponível na Netflix com a primeira temporada completa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *