Marvel Comics: E o Destino 2099 é na verdade… | Editorial

É… me parece que a Marvel Comics não está para brincadeira e vem chutando a porta e arregaçando no que diz respeito as reviravoltas do retorno do polêmico universo 2099. A mais nova é a revelação da identidade secreta do Doutor Destino 2099, que por muito tempo nos levou a crer, se tratar do Dr. Destino da atualidade; mas que agora, revela ser ninguém menos do que seu arqui-inimigo Reed Richards. Isso mesmo Sirimaníacos, o Senhor Fantástico. Mas que loucura é essa?

Doom 2009 – Marvel Comics – Reprodução

Muitos curtiram o visual do Destino 2099 quando este surgiu; apareceu como anti-herói, mas que aos poucos fora pondo em prática seus planos de ascensão ao cargo de presidente dos Estados Unidos, cargo esse que facilitou a implementação de um governo totalitário, comandado a mão de ferro em seu nome. No entanto, nessa nova releitura, ele parece ter alcançado seus objetivos de conquistar o mundo da maneira que só o Destino é capaz. Em Doom 2099 nº 01, publicada a pouco nos EUA, nos é apresentado um futuro onde o planeta é governado pelo Doutor Destino, que comanda autocraticamente, com firmeza e justiça.  Tudo parecia-lhe favorável, até que surge outro Dr. Destino. Este fora encontrado debilitado, lesionado e alegando ser o verdadeiro Victor Von Doom; ao deparar-se com alguém usurpando o seu posto fica puto da vida, constrói sua própria armadura e trata de confrontá-lo, avocando para si o manto do monarca.

No entanto, para a surpresa e confusão geral de todos, em meio à batalha entre ambos, tomamos conhecimento de que o atual monarca da humanidade é realmente o verdadeiro Victor Von Doom, ao passo em que o Doutor Destino que hora o confronta pelo manto é na verdade seu antagonista, Reed Richards, o Senhor Fantástico.

Vemos que ainda na Era Heróica, e declarada guerra contra a Latvéria, por parte do conglomerado de nações potências mundiais, situação na qual o Sr. Fantástico, buscando uma solução menos conflitante, cria então um portal temporal com o intúito de dar a seu antigo amigo a oportunidade de recomeçar nova vida em outro tempo, no entanto, algo dá muito errado e o próprio Reed Richards é quem acaba por acidentalmente transpor o portal, sendo lançado em 2099, praticamente sem memórias e acreditando ser o monarca da Latvéria.

Sempre achei Reed Richards um cara controverso. Como o ser mais inteligente da terra, no universo marvel, é também a mente mais perigosa. (Temos vários exemplos de mentes fabulosas voltadas ou que se voltaram ao mal: Lex Luthor, Ozymandias, Anaquim Skywalker, entre outros). Ele parece sempre estar mergulhado em seus próprios problemas, vez ou outra flertando com o autoritarismo, toma algumas atitudes levianas, “justificáveis e necessárias”, como usurpar o governo da Latvéria, na saga Ações Autoritárias, ou decidir junto aos demais Illuminatis acerca do banimento do Hulk (o que deu uma grande.., tremenda merda!).  Vale também mencionar os desdobramentos da saga Terra X, apesar de não canônica.

Na verdade, ele e Destino são lados da mesma moeda. Buscam seus objetivos por seus próprios meios. Mas sempre fica evidente que no que tange a sobrevivência, se houver a necessidade do uso de medidas extremas, ele as tomará sem hesitações ou remorsos; Afinal, nem o homem mais inteligente do mundo escapa do instinto de preservação.

Doom 2009 – Marvel Comics – Reprodução

Amado por uns e odiado por outros, o universo 2099; foi criado e publicado em 1992 (aqui no Brasil em 1993), e agora sendo revisitado sob uma nova perspectiva, ele nos apresentava um possível futuro, agora a pouco, confirmado pela Marvel como canônico do universo 616. Sou fã inegável de sua abordagem corajosa e inovadora e as implicações para o universo marvel. Afinal apesar da premissa perspicaz, há um grande risco ao mexer com grandes ícones, o de desagradar o público mais fiel e conservador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *