Roteiro original da animação ‘Raya e o Último Dragão’ era mais violento

Estamos ansiosos pela nova animação da Disney, ‘Raya e o Último Dragão‘ [assista ao último trailer] que chegará ao streaming em março desse ano e promete arrancar suspiros de todas as faixas etárias. Mas, nem sempre foi assim.

Numa entrevista concedida ao Empire Magazine [via CB], os diretores da animação Disney, Carlos López Estrada e Don Hall afirmaram que o primeiro filme do estúdio inspirado em contos do sudeste asiático era originalmente mais violento. Na verdade, eles brincaram que teria sido de classificação ‘R’.

Há um corte no filme que apresenta alguns ossos quebrados e outras coisas”, revelaram os diretores. “Não ficamos surpresos em ouvir a Disney iria cortar esses aspectos do filme, que deve seguir as características de uma classificação mais baixa [livre]. Embora o longa animado possa não apresentar nenhum sangue, os fãs da Disney ainda podem esperar alguma empolgação.”, concluiu ambos os cineastas.

Sinopse:Em Raya e o Último Dragão, Kumandra é um reino habitado por uma vasta e antiga civilização conhecida por ter passado gerações venerado os dragões, seus poderes e sua sabedoria. Porém, com as criaturas desaparecidas, a terra é tomada por uma força obscura. Quando uma guerreira chamada Raya, convencida de que a espécie não foi extinta, decide sair em busca do último dragão, sua aventura pode mudar o curso de todo o mundo.”

Veja outras críticas e ou artigos relacionadas à Disney Plus:

Sob o comando de Carlos López Estrada e Don Hall, em 11 de maço de 2021, a magia Disney, através de ‘Raya e o Último Dragão‘, poderá chegar à sua TV, na Disney Plus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *