Universo Pop: Entenda os motivos do fim da parceria Marvel e Netflix

Fãs das séries Punho de Ferro, Luke Cage, Demolidor, Justiceiro, Jessica Jones e Defensores estão num primeiro momento órfãos, pelos cancelamentos dos programas de televisão, antes sob uma parceria do serviço de streaming Netflix e a Marvel/Disney.

Nesse jogo de empurra, empurra, ainda não se sabe quem deu o primeiro tiro – tiro esse de misericórdia – mas, já trouxemos inúmeras matérias sobre o assunto, afinal, ele continua a render:

  • Netflix: Serviço de streaming garante que o cancelamento partiu da parceira, MarvelSaiba Mais.
  • Demolidor: Produtor fala sobre o cancelamento das séries da Marvel na NetflixSaiba Mais.
  • Netflix: Justiceiro e Jessica Jones não serão renovadas?Saiba Mais.

Numa matéria disponibilizada pelo site americano The Hollywood Reporter os motivos pelos cancelamentos foram ditos, repare aí:

“Simplificando: a Netflix não tinha participação acionária em nenhuma de suas séries de TV da Marvel. Cada um dos seis programas da Marvel era de propriedade da Disney. A Netflix pagou à ABC Studios uma taxa de licenciamento para cada temporada de suas respectivas séries”. Continua a matéria: “Enquanto essas taxas de licenciamento forravam os cofres da Disney (…) Como outros conglomerados, a Netflix, está cada vez mais focada em possuir seu próprio conteúdo. Além disso, a Disney está cada vez mais focada em preencher seu próximo serviço – Disney + – com também conteúdo original. Executivos da Disney e da Marvel também indicaram, ainda em 2017, que o acordo seria cancelado com a Netflix”.

 Ou seja, tudo ocorrera dentro de uma naturalidade. Teoricamente, não deveríamos ser pegos de surpresa, entretanto como ficaram os usuários das respectivas marcas diante dessas decisões? Eles não foram consultados, você não foi consultado. É bem verdade que nem todos os programas agradavam, mas alguns deles sim.

A bem da verdade, os estúdios estão se esforçando para encontrar maneiras de possuir e distribuir seu conteúdo, direcionando aos consumidores, a você. Contornando as caras taxas de licenciamento que acompanham a transmissão de TV ou serviços de streaming de terceiros, como Netflix e Hulu. E a Disney+ é de longe o maior e mais ambicioso dos serviços de streaming – especialmente após a fusão com a 20th Century Fox; no entanto, já estamos vendo o CBS All Access, o DC Universe e, em breve, um serviço de streaming da Warner Bros., todos protegendo seus próprios conteúdos.

O que você achou desse editorial??? Deixem os seus comentários logo abaixo…

 

Curta a nossa página no Facebook!!!

Siga-nos no Instagram e no Twitter !!!

E continue acessando o nosso Site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *